quinta-feira, 21 de março de 2013

Capítulos 27 e 28

(Observação da autora no dia 18/09/2018 - Corrigi possíveis erros ortográficos deste projeto chamado "A Escola do Terror III". Já é possível relê-lo de forma mais adequada. Não alterei nada no enredo, porque é apenas a versão blogue. A versão em livro encontra-se na página "Livros" ).


Capítulo 27

A ambulância apareceu e levou a Mafalda e a Juliana para o hospital. A polícia regressou ao seu posto, pois as raparigas tinham fugido. No hospital fizeram curativos às feridas da Juliana e tentaram reanimar a Mafalda... sem êxito.
Algumas horas depois do ocorrido, o médico dá notícias.
 A Juliana está bem, mas a menina Mafalda...
Os colegas de grupo e a irmã da Mafalda baixaram a cabeça.
 Fizemos tudo o que foi possível.
O médico fez uma pausa. 
 Lamentamos... com licença. 
O médico vai para dentro de uma sala. A irmã da Mafalda fala depois de uns segundos de silêncio. 
 Tenho de avisar a minha mãe, até já. 
A Patrícia sai do hospital e o Gonçalo começa a falar. 
 A chefe deste grupo já... – Custou-lhe dizer a palavra – Faleceu e, depois do que ela me disse, eu vou eleger a próxima chefe, mas só depois do funeral dela. 
Os restantes membros do grupo afirmaram com a cabeça.

***
Horas depois, mais precisamente às 00:30, o Gonçalo recebe uma chamada. 
 Estou? 
 Olá, Gonçalo, é a irmã da Mafalda, desculpa ligar a esta hora da noite, mas é para avisar que o velório da Mafalda vai ser amanhã às 15:00. 
 Passa-me a morada, nós vamos estar presentes. 
A Patrícia passa a morada ao Gonçalo e, de seguida, desligam a chamada. O Gonçalo decide ligar aos restantes membros do grupo.

Capítulo 28

Às 8:00 já toda a turma, professores e director da escola sabiam do velório da Mafalda e o director decidiu fechar a escola.
Em casa do Bernardo às 14:00. Ele e a Diana estavam a falar da Mafalda.
 Não parece estranho? A Angelina vai e nem sequer passam três messes desde que a Mafalda morreu. São mortes muito recentes. – Disse a Diana.
O Bernardo afirmou com a cabeça.
 E agora prepara-te para a nova chefe.
 Bernardo, a Mafalda falou comigo e não é a Márcia a nova chefe.
 Então quem é?
 Não vais gostar da resposta, mas a verdade é que sou eu.
O Bernardo olhou espantado para a Diana.
 Depois de tudo o que fizeste, tu vais ser a chefe?
 Eu sabia que não ias gostar.
 Eu não entendo a Mafalda, mas, de certa forma, como agora mudei o que antes eu era, acho até que serás uma boa chefe, com aquelas regras seguidas até ao limite. – Disse ele, rindo-se.
Ambos riram-se.
 Eu vou ter com o Gonçalo, ele deve querer companhia para ter forças para o velório. – Disse a Diana.
 Sim tens razão, vai lá. 
A Diana saiu de casa do Bernardo. 
Como será que correrá o velório?


Fim dos Capítulos 27 e 28.

18 comentários:

Obrigada pelo comentário, a sua opinião é importante para o escritor.