segunda-feira, 10 de setembro de 2018

Ideias que não foram para a versão final de "Encontro com o Passado"

Olá, Pessoal!
Não costumo divulgar estas coisas que nunca foram para o resultado final, mas como este projeto foi lançado em livro, eu decidi revelar-vos. Além disso, a versão livro de "A Escola do Terror" já teve os seus excertos/trechos divulgados. Link AQUI.

OBS: Os excertos/trechos podem conter erros. Qualquer erro ocorrido peço desculpa.



Título:

Tive em mente estes títulos:
- O Retorno
- Regresso ao Passado

Acabei por escolher "Encontro com o Passado", no entanto sem perceber que era o título de uma história/estória de uma das minhas leitoras, a Nanda Carol. Pedi-lhe desculpa assim que soube que tive escolhido um título que ela já tinha pensado (mesmo que o enredo não tivesse nenhuma semelhança).

Subtítulo:

Inicialmente, o livro teria um destes subtítulos:
- O passado nunca foi tão doloroso
- As lembranças podem ser dolorosas

Diferente de "A Escola do Terror", que teve subtítulo e dava um pequeno spoiler sobre o final, este subtítulo não faria qualquer diferença significativa. Por essa razão, acabei por não acrescentar.

Personagens de "A Escola do Terror" que regressariam:

- Ricardo e Juliana.

Estas duas personagens seriam as duas personagens "principais" que dariam um "salto" até "Encontro com o Passado". A Juliana e o Ricardo estariam casados e a Juliana teria se formado em psicologia e começado a trabalhar na antiga escola, fazendo com que o regresso de Patrícia não ocorresse como professora.
Num momento do livro, o Ricardo revelaria ter uma amizade com o Gonçalo, que estaria casado com a Patrícia, e ambos revelariam aos leitores que tinham se tornado amigos.

Sem o regresso do Ricardo, a animosidade entre os antigos ex colegas ficou em segredo.

A "questão" da Patrícia/Mafalda:

Após ter escolhido que a Patrícia é que voltaria como professora, deveria ser revelado que, afinal, a Patrícia tinha trocado de identidade com a Mafalda. Ou seja, a Patrícia é que morreu. A Mafalda revelaria isso a meio da investigação sobre o novo assassino, por volta do capítulo 22.

A personagem que está na capa:

A ideia da capa era a ideia inicial e foi a que ficou. A personagem é a Patrícia, ou melhor dizendo, a Mafalda, já que iria revelar neste livro que as duas tinham trocado de identidade.
No último minuto, decidi esquecer o excerto/trecho (PT/BR) que tinha escrito ainda na altura do primeiro livro "A Escola do Terror".

"Algum tempo depois, a Patrícia e o Gonçalo foram até ao cemitério ver a Mafalda.
(...)
A Patrícia tinha morrido no lugar da irmã, num dia em que decidiram trocar de identidade.
Estava explicado a mudança de atitude da "Mafalda", era a Patrícia quem tinha sido chantageada naquela altura."

Eu escreveria uma cena da Patrícia e do Gonçalo indo ao cemitério "ver" a Mafalda. Ela revelaria isso ao marido, pela primeira vez. Seria uma cena dramática.

A personagem Dyenielle:

Inicialmente, a Dyenielle deveria ter entrado na versão final do blogue de "A Escola do Terror", no entanto não como aluna. Também deveria ter entrado como aluna do 12º ano na versão final do livro "A Escola do Terror".
E mais não digo, porque estarei a dar spoiler. Quem leu, sabe quem ela é.
Como a personagem acabou por não surgir nas duas versões de "A Escola do Terror", acabei por colocá-la no prólogo de "Encontro com o Passado". E foi muito importante! Ela é uma personagem importante.

Na primeira versão do prólogo, a Dyenielle morreria no próprio dia após ocorrer a violação. No entanto, isso faria com que vocês, leitores, pensassem no personagem mais óbvio.

Excerto/Trecho escrito:

" (...) Passam três horas quando tudo acaba. Ele desata a corda e tira-lhe as vendas. Dyenielle massaja os pulsos doridos em silêncio, com o corpo a tremer. Está suada, o rosto completo de lágrimas. Como é possível que, num dia de escola como outro qualquer, tenha ocorrido uma situação tão lamentável? Por parte de um professor? Sim, tinha sido. A culpa era dela? Não, não era. A culpa nunca é da vítima. Mas para ela, para a mente dela, para o corpo dela... as palavras nunca são suficientes para acalmar uma dor como esta. Os amigos e familiares nunca sabem o que fazer. Mas, às vezes, as vitimas sabem. E Dyenielle nunca mais foi vista. Tinha morrido."

Parentesco:

A Diana e a Ana Martins são irmãs, mas, na primeira versão, a Diana e a Ana Martins seriam vizinhas. A agente saberia que a vizinha estava na sua antiga escola e acabaria por protegê-la.

A personagem Angelina:

Na primeira versão, a Angelina, filha da Sofia e do José, teria mais protagonismo. A Angelina seria a personagem que "abriria" o livro "Encontro com o Passado", tal como aconteceu com a outra Angelina em "A Escola do Terror".
A Angelina seria uma aluna da escola e, nesse caso, apenas teriam passado 17 anos.

Excerto/Trecho escrito:

"Cheguei à escola. Não é que fosse má, ou que tivesse má fama, mas dava-me calafrios olhar para aquela fachada. Caminhei com passos calmos. Não queria de todo ter aulas, não ali. Sou boa aluna, mas não quero ser aluna daquela escola. Ver tudo o que se passou há tantos anos, sentir tudo o que se passou, é muito para uma jovem estudante de dezassete anos. Passei pelos corredores frios. Senti a minha respiração ficar mais rápida. Sim, estava a passar por aquela sala. Aquela sala. Aquela sala que ficou em chamas. Dezassete anos depois e parecia intacta. Pior, parecia a mesma. Respirei fundo e fechei os olhos, após ter passado por ela. Não deveria estar aqui. Não deveria, apenas. Não mereço. Mas quem seria eu para dizer que não merecia? Pois, esqueci de dizer o meu nome. Mas sei que se eu o disser, faço os cadáveres levantarem-se dos caixões. Mas, enfim... também eu já quase ia morrendo ao entrar na escola. Digo-o de qualquer maneira. Começa por um A. Ainda não? Está bem. Eu digo-o com todas as letras. Angelina."

Spoiler de "A Escola do Terror":

O livro "Encontro com o Passado" tem spoiler sobre o final de "A Escola do Terror". Inicialmente, não era para ser revelado, pois a minha ideia seria dar a entender que o assassino falado no anterior livro poderia não o ser. (Havia ideias de que o único assassino fosse realmente o de "Encontro com o Passado").

A personagem Carolina:

Havia ideias de colocar a personagem Carolina de "A Escola do Terror" em "Encontro com o Passado". O Pedro Magalhães, inicialmente, seria um colega da Diana do tempo do secundário. Iria conhecer a Carolina. Em algum momento a meio do livro, surgiria a notícia da morte da Carolina na televisão e ele assumiria conhecer a antiga colega da Diana. Isso faria com que o personagem fosse o mais suspeito.

Por volta do capítulo 8, a Carolina morreria. A polícia iria à morgue identificar o corpo.

Também haveria uma segunda opção: Em "Encontro com o Passado", foi falado que o Bernardo estaria noivo. A ideia era que a noiva fosse a Carolina. No entanto, descartei essa ideia porque os leitores detestavam a personagem feminina.

O Verdadeiro Assassino:

- Miguel, Ana Martins, Ana Rodrigues, Miguel (do primeiro livro, "A Escola do Terror") ou Madalena.

Estes foram os meus possíveis assassinos. Todos com intenções diferentes, mas todos eles possíveis.

Segredos do primeiro livro desvendados:

Acabei por revelar um pequeno segredo sobre as regras do grupo do primeiro livro. A ideia era revelar tudo, mas acabei por "levantar o véu" apenas de uma parte.

Mais Curiosidades:

- O Gonçalo seria advogado;
- A Patrícia/Mafalda seria inicialmente professora numa outra escola;
- Havia intenções do Pedro Magalhães ser um personagem semelhante ao Bernardo de "A Escola do Terror", além de ter um romance com a Andreia, também teria um caso com a Carolina Sagres;
- O César seria realmente preso após se descoberto o segredo dele;
- Sobre o Bernardo e a Diana terem tido um romance: Nunca houve esse pensamento em "A Escola do Terror", mas para "Encontro com o Passado" coloquei a pedido dos leitores;
- A cena em que os antigos colegas de turma de "A Escola do Terror" se iriam reencontrar seria mais longa. As personagens falariam sobre a Angelina e o passado do Bernardo com as ex namoradas. Acabei também por aceitar o pedido da maioria dos leitores sobre um novo romance que tenha acontecido na vida do Bernardo (com a personagem Mariana, além da Diana);
- Era para ser criada uma maior comédia em volta do personagem Hélder e do seu "pequeno" bloco de notas, no entanto a minha experiência com a comédia não é das melhores e não queria ir pelo humor negro (que é onde tenho mais jeito) com este personagem;
- Houve ideia de acrescentar mais cenas da noite das personagens Ana Carretas/Fantasia dos Prazeres e Ana Catarina/Desejos Proibidos, no entanto poderia ir para um lado sexual e afastar demasiado os leitores do mistério em volta do assassino.
- O Pedro Guerra nunca contaria o segredo da Ana Carretas à Diana. Seria o Hélder a descobrir e a contar aos colegas, o que levaria a Diana a ir atrás da Ana Carretas para confirmar, no entanto a minha falta de habilidade para a comédia impossibilitou-me de escrever uma boa cena sobre essa descoberta e acabei por seguir outras opções.


Es pero que tenham gostado destas curiosidades!

quinta-feira, 6 de setembro de 2018

Ideias que não foram para a versão final de "Encontro com o Passado"

Olá, Pessoal!
Nesta Segunda-Feira, dia 10, vou revelar-vos as ideias que nunca foram para a versão final do livro "Encontro com o Passado".



Não costumo fazer isto, mas, como "Encontro com o Passado" já foi lançada em livro, decidi revelar-vos. Além disso, a versão livro de "A Escola do Terror" já teve os seus excertos/trechos divulgados.

Link AQUI.

Pode ser que alguns dos excertos vocês já tenham pensado.

Aguardem!

domingo, 2 de setembro de 2018

Mudança na página do Facebook + Fim do pseudónimo/alcunha

Olá, Pessoal!
Vim dizer-vos que fiz algumas mudanças na página do Facebook.

Foto de Capa

Alterei a foto de capa novamente e, desta vez, sem a ajuda da minha capista Daniele Ferreira. Há tempos que não consigo falar com ela, infelizmente.

Username

Esta é a maior alteração: DSP.Historias deixou de ser o username.

DSP era a minha alcunha/pseudónimo e decidi abandonar definitivamente.

Agora o username é Dianapintoautora.

Agora, alterado o username (e a alcunha) deixo apenas as lembranças aos antigos leitores.

Obrigada por estarem por aqui!