segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

Blogue Jardim de Palavras: [Parceria]

Jardim de Palavras : [Parceria] Autora Diana Pinto: Olá pessoal! A nossa nova autora parceira do blog é Diana Pinto.  Em sua descrição do site Chiado Books  consta que...

Olá, Pessoal! É isso mesmo que leram acima, tornei-me uma autora parceira do blogue "Jardim de Palavras".

Agradeço às donas do blogue!

terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

Concurso Literário - Conto pré-finalista

Olá, Pessoal!
Venho informar que no dia 1 de Fevereiro saiu a lista dos contos e poemas pré-finalistas de um concurso literário chamado "Natureza 2018-2019" e um dos meus contos surgiu na lista (ou, melhor dizendo, o meu nome).



Não irei divulgar, neste momento, o título do conto ou o conto na sua totalidade, esperarei pela divulgação dos finalistas.

Link do concurso - Concurso Literário - "Natureza 2018-2019" - O Universo Nossa Casa;
Link da lista dos pré-finalistas - Primeiros Resultados do Concurso Literário "Natureza 2018-2019".

Deixo, desde já, o meu obrigado!

Divulgação "A Escola do Terror"

Olá, Pessoal!
O meu primeiro livro "A Escola do Terror" foi divulgado no Instagram e na Página de Facebook Lendo Nuvens da autora Onivid Silva. Obrigada!



Link abaixo:
Instagram (Lendo Nuvens por Onivid Silva);
Página de Facebook (Lendo Nuvens por Onivid Silva).

quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Verdadeiramente...

Olá, Pessoal!
Deixo-vos aqui o conto "Verdadeiramente..." que foi selecionado para a 13ª edição da Revista LiteraLivre.

Texto na página da revista


Link para ler a revista : AQUI.

Informações:
Título: Verdadeiramente...
Género: Drama.

Capa do conto "Verdadeiramente..."


O silêncio apoderou-se daquele lugar. O terror entrou por entre as veias das personagens. O Bernardo foi descoberto. A Amélia viu tudo, ao longe, com lágrimas nos olhos. A Leonor ficou surpreendida pela coragem de Adriana.
O silêncio permaneceu até ao toque, indicando o fim das aulas da faculdade. A Adriana, a sorrir, agarrou o braço do Miguel e encaminhou-se para o portão da escola. A Leonor sentou-se num degrau, enquanto via a dor de Adriana... Foi a última vez que a viu.

***

Agora ela estava sentada no sofá da sala, sustentando a cabeça com a mão. Adriana estava sentada à frente dela e tentava consolá-la.
– Precisas de continuar, Leonor!
– Não é a mesma coisa sem ela. Ela morreu!
– Ela não morreu. Lembras-te das coisas que faziam juntas? Essas lembranças estão vivas dentro de ti.
Leonor olhava nos olhos da sua antiga amiga engolindo em seco. Ela nunca tinha se sentido tão triste em toda a sua vida. É certo que errou, mas foi para construir um futuro com Amélia. Leonor nunca teve qualquer relação com o Bernardo. Bernardo foi apenas um dador. As duas queriam uma criança, queriam ser mães. O Bernardo soube e voluntariou-se, mas Amélia não soube da decisão até descobrir por Adriana. Leonor já estava grávida de dois meses.
A mentira pode matar. Leonor teve a certeza disso. Mas ela tinha agora uma criança que seria a razão da vida dela e a maior prova de que Amélia continuava ali, com ela.


Espero que tenham gostado!