terça-feira, 15 de abril de 2014

Capítulo 16

(Observação da autora no dia 01/10/2018 - Corrigi possíveis erros ortográficos deste projeto chamado "Uma Vida Eterna". Já é possível relê-lo de forma mais adequada. Não sei se será lançado em livro algum dia, mas não alterei qualquer palavra ou enredo, apenas erros).

Atenção portugueses: Este projeto está escrito nos termos do novo acordo ortográfico.

Capítulo 16

Uma semana passou, estava num restaurante com o Ricardo e eu realmente não me estava a sentir muito bem, mas tentei não lhe preocupar. Ele começou a falar de assuntos alegres, mas passado um tempo não resisti mais. Tinha de lhe dizer.
– Ricardo, eu não me estou a sentir muito bem.
– O que sentes? – Perguntou-me, preocupado.
Eu sinceramente não estava muito bem, tanto que acabei por desmaiar nos braços dele. Estava mesmo muito mal.

Narrado pela autora

Pouco tempo depois, o Ricardo e o pai da Catharina estavam na sala de espera de um hospital perto do tal restaurante.
– Parece que chegou o momento. – Disse o pai da Catharina.
– Que momento? – Perguntou o Ricardo.
O doutor apareceu na sala de espera. Tanto o pai da Catharina como o Ricardo foram ter com o doutor.
– Finalmente apareceu. Como está a minha filha? – Perguntou, preocupado.
– Ela está bem. Ficará esta noite apenas para observação, mas amanhã cedo ela pode regressar a casa.
O Ricardo respirou de alívio.
– Felizmente não foi nada grave.
– Bem, na verdade não foi grave, é grave. – Disse o médico.
– Como assim?
O pai da Catharina interrompeu.
– Ricardo, não é o momento, doutor, o Ricardo é o namorado da Catharina. Ele ainda não sabe.
O Ricardo achou tudo muito estranho.
Nesse momento, chega o Afonso a correr na companhia da Sílvia e da Laryssa.
– Como está a minha irmã?
– Como assim irmã? – Perguntou o Ricardo.


Fim do Capítulo 16.

15 comentários:

  1. irmãos?estou impressionado.eu realmente nunca tinha pensado nisso.

    ResponderEliminar
  2. Muito bom.Parabéns pelo drama.

    ResponderEliminar
  3. Gostei!
    Posta logo.

    Beijos,
    Natasha Alyosha.

    ResponderEliminar
  4. que lindo.adorámos.

    ResponderEliminar
  5. Cheguei a pensar que eles fossem mesmo irmãos.

    ResponderEliminar
  6. Quando chega o drama a coisa é outra.Esta é a tua "praia"!
    Que bom que terminaste a história. Vamos anunciar a todos!
    Posta logo.

    Beijos.

    ResponderEliminar
  7. A Diana é perfeita a escrever Drama.
    Adorei Diana! Parabéns! Qual vai ser a reação do Afonso com a pergunta do Ricardo? Quero saber logo!
    Posta logo.

    Beijos,
    Juh :)

    ResponderEliminar
  8. nunca pensei que eles fossem irmãos.
    foi um bom capitulo mesmo pequeno.

    ResponderEliminar
  9. eu sabia que vinha a melhor parte.
    posta depressa.adorei.

    ResponderEliminar
  10. Agora eu entendo aquilo tudo do romance e não romance que viviam falando aqui. Mulher o que foi isso?? Irmãos como? A Cat é doente? Câncer coisa parecida? É a coisa mais importante sabe quem também faz anos a 17 de maio. "eu"' a coincidência mais adorável .... Quis até vir comentar sem ler o cap. Só para poder pular de alegria.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Culpa Meu iPhone por esse é que era suposto ser e.

      Eliminar
  11. Agora começa com os dois serem irmãos e depois? Alguém morre?

    ResponderEliminar
  12. sim,tu tens razão.mas só dei a minha opinião.

    ResponderEliminar
  13. a diana voltou a sua essência,os capítulos melhoraram bem melhor.
    obviamente que já todos vão comentar isto.
    continua!

    ResponderEliminar
  14. Foi muito bom esse capítulo.
    Quando escreves romance os capítulos não saem muito bem visto ser algo que não estás à vontade mas quando é drama, tudo melhora.
    Continua.

    ResponderEliminar

Obrigada pelo comentário, a sua opinião é importante para o escritor.