quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Desafio de Agosto (Parte 1/2)

Olá, Pessoal!
Participei de mais um desafio na página Ficwriter Facts.

O Desafio de Agosto consistia em fazer descrições de acordo com as imagens que surgiam.

Em baixo de cada descrição, eu digo o que achei do desafio do dia.

Dia 1:


(Para clarificar: O objeto é uma coroa).

"100% britânica, assim era a coroa da mais recente Rainha de Inglaterra, Elizabeth. Foi passada de geração em geração, de cabeça a cabeça. Foi criada no século XVIII e conseguiu manter-se "atualizada" até aos dias de hoje. Talvez seja uma das coroas mais antigas do mundo. Antigas e mais ricas. Com mais de 100 quilates e pesada. Impossível dizer que este objeto é sem importância!"

- Tive muitos problemas em começar o desafio. Isto foi o melhor que consegui!

Dia 2:


"A sua primeira mãe era simpática, inocente, calma e tímida. A Joana gostava dela. E a sua primeira mãe também a amava. A sua segunda mãe, Mariana não chegou a conhecer verdadeiramente. Viveu com ela apenas dois dias. A sua segunda mãe foi levada pela polícia. Raptou Mariana. A sua primeira mãe tinha poucas condições. Contudo, Mariana amava a sua segunda mãe, e a sua segunda mãe também a amava.
Hoje, Sofia vive com a sua terceira mãe. É uma mulher sofisticada e rica, mas que nunca conseguiu engravidar pois não possuía útero. Sofia ama a sua terceira mãe. E a sua terceira mãe também a ama.
Joana, Mariana e Sofia são apenas uma pessoa. Uma jovem que vivia na miséria como Joana na infância, que na adolescência, enquanto Mariana, viveu no meio do perigo, e hoje, já adulta, como Sofia, vive no luxo."

- Com esta descrição já deu para perceber que tive muita inspiração! Gostei muito deste dia. Foi-me fácil. Talvez acabe por desenvolver esta ideia que tive.

Dia 3:


"O personagem David tinha muitas vezes (para não dizer sempre) reuniões de trabalho naquela pequena sala de reuniões que se tornava grande quando todos os seus colegas se sentavam e comunicavam entre si ideias patéticas de como melhorar e renovar a empresa. A verdade é que David nunca gostou daquela sala. Uma mesa oval com cadeiras pequenas que o colocavam numa posição claustrofóbica."

- Este dia também foi complicado, no entanto não tão complicado quanto o primeiro.

Dia 4:


"O homem não sabia mais o que fazer. Estava cansado, confuso, não conseguia chegar ao final. O seu personagem principal usava um machado e era temível, mas sofria de uma doença incurável. O jovem lutador iria morrer a qualquer momento da história.
Como o homem não sabia o que fazer, pegou no machado da sua personagem e matou todos os outros personagens indefesos. Por fim, matou o seu personagem principal.
Porém, havia uma pergunta que não queria calar: Quem seria este homem poderoso que simplesmente arrancou das mãos do seu personagem principal o seu machado e matou a ele e a todos os outros?
A resposta é simples, fácil e de rápido entendimento: O seu criador, o autor da história!"

- Fiquei sem muita inspiração neste dia, curiosamente. A minha "saída" foi pensar no escritor.

A Parte 2 já a seguir!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pelo comentário, a sua opinião é importante para o escritor.