AVISO...

Olá Pessoal!

Já avisei na Página do Facebook e decidi avisar no blogue também.

Na página Livros têm os links onde poderão comprar o livro "A Escola do Terror".


Aviso mais uma vez que tem alterações ao que está no blogue!


Obrigada.

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Capítulo 8

Olá Pessoal!
Obrigada pelos comentários.
Talvez a Patrícia não seja realmente uma vilã, não a vilã que vocês retratam.
Tal como falei na Segunda-Feira, aqui está o novo capítulo.
Espero que gostem.

Capítulo 8

Alguns dias passaram e a Raquel ainda não tinha falado com a Luísa sobre regressar às aulas de preparação para os exames. Receava o que ela poderia responder, mas a data do exame aproximava-se e ela teria que ter coragem. Não podia continuar a adiar a conversa. Pensou em falar com a Carla e pedir para que ela convencesse a melhor amiga a voltar às aulas, mas sabia que ela mesma é que teria que ter essa conversa com a Luísa.
Ia a caminho de uma das salas no corredor, quando vê a Luísa de pé no fundo do corredor, a olhar para o seu cacifo. Estava a arrumá-lo. A Raquel respira fundo e aproxima-se dela.
- Olá. – Disse a Raquel, um pouco tímida, sem saber o que fazer.
- Olá Raquel. Está tudo bem? – Perguntou a Luísa. Parecia contente.
- Sim. Desculpa interromper a tua arrumação mas... precisava de falar contigo.
- Fala. – Disse a Luísa, mostrando-se acessível.
- Estás a pensar em voltar... tu sabes... às aulas de preparação para os exames?
A expressão facial da Luísa modificou-se. Ficou séria.
- Por que razão iria fazer isso?
- Porque as explicações ajudam-te a ter uma melhor nota.
- Não preciso de ajuda. Mas obrigada. – Respondeu a Luísa.
E atirou com a porta do cacifo com força, o que fez um estrondo. A Raquel resolveu soltar o "último trunfo" que tinha.
- A tua irmã está muito contente com as aulas. – A Luísa voltou-se de novo para a Raquel.
- Ela quer ter a melhor nota. Ela quer ter 20. Odeio-a por isso!
- Sabes, talvez não precises de ajuda para estudar mas se estiveres nervosa com o exame, pode ser que as aulas te ajudem.
- Eu? Nervosa? Raquel, eu não estou nervosa! Já estive num palco a representar para muitas pessoas.
- Então, por que tens sempre tão más notas nos testes? Por que tiveste uma má nota no primeiro exame de preparação?
- Porque tenho coisas mais importantes em que pensar! – Atirou a Luísa.
- O quê, por exemplo?
- A representação, claro! Não tenho tempo para estudar, isso é coisa para inteligentes.
- Estás a falar, coisas para a tua irmã?
A Luísa ficou sem resposta. A Patrícia era uma das razões porque a Luísa tinha se cansado das aulas de preparação para os exames.
- Ok, ganhaste. – Disse por fim – Vou fazer de tudo para que tenha uma boa nota. A minha irmã merece alguém à altura dela. E vou poder representar também.
A Raquel levantou uma sobrancelha.
- Vais poder representar?
- Sim. Vou fazer um papel de inteligente. – Respondeu a Luísa, a sorrir.
A Raquel sorriu para a Luísa e para si mesma. Tinha conseguido convencer a Luísa!

***

Horas mais tarde, a Raquel estava em casa da Luísa a treinarem para o exame.
- Então, calma, vamos ver se eu entendi... - Começou a Luísa.
Ela começou a fazer um resumo da matéria que tiveram a estudar. História, mais uma vez.

Entretanto, a Patrícia estava sentada no chão do seu quarto com as pernas cruzadas. Tentava estudar mais uma vez. Tirar nota 20 era o que ela queria ter. Era o seu sonho!
No seu quarto tudo estava silencioso, mas ouvia-se ao longe gritos. Era do quarto da irmã, que estava a estudar com a Raquel.
Respirou fundo e começou a estudar novamente, a tentar concentrar-se. Nesse momento, ouve-se um grito do quarto ao lado. A Patrícia deu um salto. Estava chateada. Saiu do seu quarto com passos fortes e rápidos e abriu a porta do quarto da irmã.
- Importas-te de te calar? Como é que uma pessoa vai estudar com este barulho? – Gritou ela.
- Desculpa estudiosa. Não vais ouvir mais nada. – Respondeu a irmã.
- Desculpa, Patrícia. Estou a ajudar a Luísa a estudar e a fazer os trabalhos de casa de Português. – Disse a Raquel.
- Estás a ajudá-la a fazer os trabalhos de casa? Assim ela vai ter tudo certo! – Falou, chocada, a Patrícia.
- Eu tenho dificuldades, irmã. – Disse a Luísa em sua defesa.
A Patrícia revirou os olhos e saiu do quarto da irmã, voltando a estudar. Desta vez, conseguiu com êxito.

Termina aqui o capítulo 8.
Espero que tenham gostado.

Relembrando os próximos dias em que serão postados os próximos capítulos:
O Capítulo 9 vem na Quinta-Feira, 08 de Outubro.
O Capítulo 10 vem na Segunda-Feira, 12 de Outubro.

Beijos.

24 comentários:

  1. Coitada da Patrícia, agora tem a concorrência da irmã.

    ResponderEliminar
  2. não entendi o drama ainda :/

    ResponderEliminar
  3. agora a Patrícia é que sofre...

    ResponderEliminar
  4. Continua que eu gostei do capítulo!

    ResponderEliminar
  5. Gostei do capitulo!
    Continuo sem gostar da Patrícia.

    ResponderEliminar
  6. ainda quero vir a descobrir o drama. acabarei surpreendido ou nao?

    ResponderEliminar
  7. Não sei o que pensar... que drama será?!

    Beijos.

    ResponderEliminar
  8. A Patrícia continua sendo ridicula, mas pelo menos agora tem a concorrência da irmã :)
    Posta logo.

    Beijos,
    Juh :)

    ResponderEliminar
  9. Que atitude da Raquel... gostei.

    ResponderEliminar
  10. A Patrícia começou a sofrer! eheheh!
    Posta logo.

    Beijos :)

    ResponderEliminar
  11. Para mim o drama ainda é uma incógnita.
    Posta logo. Beijos.

    ResponderEliminar
  12. Até me admiro como é que a Raquel conseguiu convencer tão bem a Luísa!
    Posta logo.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  13. Continua! Acho que estás a repetir o mesmo tema mas ao mesmo tempo dá vontade de continuar a ler.

    ResponderEliminar
  14. Eu acho que o drama presente aí é que alguém vai descobrir sobre o seu passado, tal como aconteceu na primeira parte da história.

    ResponderEliminar
  15. Não me respondeste, se calhar a Raquel vai morrer!
    Posta logo.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  16. Acho que o drama é algo derivado do passado de alguma personagem. Isso aconteceu na primeira parte e penso que será isso.
    Acho que acabarei talvez surpreendido!

    ResponderEliminar
  17. Estas duas irmãs... não acho a sua rivalidade muito amistosa, não. Enfim, vamos ver o que acontece a seguir...

    ResponderEliminar

Obrigada pelo comentário, a sua opinião é importante para o escritor.