AVISO...

Olá Pessoal!

Já avisei na Página do Facebook e decidi avisar no blogue também.

Na página Livros têm os links onde poderão comprar o livro "A Escola do Terror".


Aviso mais uma vez que tem alterações ao que está no blogue!


Obrigada.

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Capítulo 16 e Capítulo 17

Olá Pessoal!
Obrigada pelos comentários.
Sof: Obrigada pelo comentário. É bom saber que pelo menos está lendo.
O capítulo 16 saiu-me mais pequeno do que eu pensava, por isso, postei também o capítulo 17.
Obrigada por continuarem por cá a ler. Afinal, esta história nada tem de semelhante com as que eu costumo escrever.
Espero que gostem destes dois capítulos.

Capítulo 16

No dia seguinte, a Laura tinha chegado de viagem e estava de novo no acampamento. Estava cheia de jornalistas.
- Menina Laura, qual foi a sua inspiração para a sua nova música?
- Qual música?
- A que cantou na festa de despedida do acampamento.
- Hum…inspirei-me no dia-a-dia dos artistas. Agora eu tenho que ir. Obrigado.
Ela entrou a correr para dentro do acampamento.
“Que raio de música é que ela cantou? Eu não tenho nenhuma música nova.” – Pensou a Laura.
Os seus pensamentos foram terminados com a chegada do César.
- Olá Laura! – Saudou ele.
- Olá César. Viste a Marcela Lima por aí?
- Deve estar no quarto dela. Mas agora estás à procura da Marcela?
- Sim. Agora tenho que ir.
E encaminhou-se para o quarto da Marcela e do resto das raparigas. Entrou disparada e viu que a Marcela estava diferente. Sem peruca.
- Quem? Quem és tu? – Perguntou a Laura.
A Zélia não sabia o que dizer. Decidiu colocar a peruca.
- O meu nome é Zélia mas tu conheces-me como Marcela Lima.
A Laura ficou sem palavras.

Capítulo 17

- O quê? Tu mentiste? – Perguntou a Laura, assim que conseguiu falar.
A Zélia, mascarada de Marcela, baixou a cabeça.
- Sim, eu menti mas eu posso explicar.
- Tu estás expulsa do acampamento! – Gritou a Laura.
O Ivo ouve a irmã a gritar no quarto da Marcela e decide entrar.
- Ela não está expulsa. Eu não deixo.
- Ela mentiu, Ivo.
O Ivo olhou para a Marcela.
- Pois, eu menti mas eu posso explicar.
O Ivo olhou para a irmã.
- Não importa o que ela fez, Laura. Ela fica cá.
- Então a partir de agora ela é da tua responsabilidade.
O Ivo afirmou com a cabeça.
- Podes ficar descansada. Ela é da minha responsabilidade.
A Laura sai do quarto e deixa a Marcela e o Ivo a sós no quarto.
- Obrigada. – Disse a Marcela, sentando-se na cama.
- Eu não podia deixar a minha irmã fazer isso contigo. Ela às vezes costuma ser desagradável.
A Marcela contou o que se passou ao Ivo, que ouvia atentamente.
- Ok. Imagino que ela se tenha sentido mal com esse segredo teu. Tu eras muito parecida com ela.
A Teresa Cristina entra no quarto.
- Desculpem interromper.
- Não há problema Teresa. Vou andando. O João e o César devem estar à minha espera. - Disse ele.
O Ivo saiu do quarto e deixou as duas amigas a conversarem.
- O que aconteceu? Conta tudo. – Disse a Teresa a sentar-se ao lado da Marcela.
- Não aconteceu nada de mais.

O Ivo foi ter com os restantes rapazes.
- Tive agora com a Zé… - Lembrou-se a tempo que o nome dela era Marcela – Marcela.
- Não a convidaste para a festa do fim-de-semana? – Perguntou o João.
O Ivo olhou para o irmão, sério.
- Festa?
- Sim, mano. No fim-de-semana vai haver a festa do "fim-de-semana". – Disse o Mário, a rir enquanto se repetia.
- Esqueci-me disso.
- Há muitas festas por aqui? – Perguntou o Rafael.
- Parece que sim. Tem que haver alguma festa para entreter os alunos. Muitas aulas fazem mal à saúde – Respondeu o Mário, a brincar.
- Eu vou convidar a Teresa. – Disse o João.
- Que novidade! – Brincou o Mário.


Horas mais tarde, o João convidou a Teresa a ir com ele à festa e ela não aceitou dizendo que teria que dar uma revisão às matérias. O João decidiu ir à festa com a Solange. Todos foram para a festa exceto a Teresa que ficou no quarto. O Ivo foi ter com a Teresa ao quarto dela.
- Posso entrar? – Perguntou ele.
- Olá Ivo. Não devias estar na festa com a Marcela?
O Ivo entrou dentro do quarto e fechou a porta.
- Eu pedi a ela para vir aqui ter contigo. Eu e ela entendemo-nos.
- Ah, que bom!
- Vinha te pedir que fosses à festa. O João foi com a Solange e ele não gosta daquela rapariga, aliás, quem gosta, não é?! – Disse ele, a sorrir.
A Teresa aproximou-se dele.
- Acho que tens razão. Eu vou ter com ele.
- É assim que se fala. Vem.
Os dois saíram do quarto e foram à festa.

Aqui está.
A Marcela/Zélia foi descoberta pela Laura. O que acharam?
E como correrá o resto da festa?

O Capítulo 18 será postado na terça-feira, 18 de Novembro.

Boa leitura!

8 comentários:

  1. A Teresa e o João só à porrada.
    Até o Ivo e a Marcela já estão bem.
    Posta logo.

    ResponderEliminar
  2. Teresa, idiota como sempre!
    E a Marcela a ser descoberta pela Laura era algo que já me passava pela cabeça.
    Posta logo :)

    ResponderEliminar
  3. Não me surpreendeu o Ivo ter entendido a Zélia, afinal ele gostava dela.
    Posta logo.
    Beijos :)

    ResponderEliminar
  4. Eu sabia que a Marcela ia desrespeitar a Laura, mas o Ivo a apoiou. Um casal já se entendeu.
    Não estou gostando da Solange.

    ResponderEliminar
  5. O Ivo e a Marcela Lima/Zélia já estão e agora a Teresa Cristina/Maria e o João nada.
    Eu estou a detestar esses dois.
    Posta logo.

    Beijos.

    ResponderEliminar
  6. a zélia foi a primeira a ser descoberta!

    ResponderEliminar
  7. Estou amando essa história. É diferente mas amo ela.
    Obrigada pelo capítulo especial na terça-feira.
    A Teresa e o João precisam de falar.
    Eu estou sentindo falta da Vanessa e do César. Preciso deles.
    Posta logo.

    Beijos,
    Juh :)

    ResponderEliminar

Obrigada pelo comentário, a sua opinião é importante para o escritor.