quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Capítulo 6

Olá Pessoal!
Obrigada pelos comentários e pelo apoio em conseguir ter de novo a inspiração necessária para continuar com as minhas próprias histórias.
Quanto à história, sim, a Maria conversa com o João e a personagem da Maria (Teresa Cristina) não gosta dele. Parece que entenderam o problema principal.
Respondendo à Juliana, a Vanessa irá ver a irmã e a amiga da irmã disfarçadas das suas personagens em breve.
Respondendo ao Anónimo que foi o último a comentar o post anterior, agradeço. É muito bom saber que novos leitores lêem algumas das minhas anteriores histórias.
Agora, o capítulo 6.
Espero que gostem.

Capítulo 6

No dia seguinte, a Maria foi acordar a Zélia. Elas estariam a receber a Vanessa naquela manhã.
- Mas que horas são?
- 6:40.
A Zélia deu um pulo da cama.
- Temos de ir buscar a tua irmã, Maria!
A Maria riu. A Zélia era sempre assim.
Vestiram-se e foram para o aeroporto. Quando já estavam no aeroporto, à espera da Vanessa, a Maria recebe uma chamada.
- Estou?
- Grande irmã! Uma pessoa à vossa espera no aeroporto e vocês a fazerem o quê?
- Onde estás?
- Onde estou? Estou à porta da tua casa.
A Maria olhou para a amiga.
- A Van já chegou. Ela já está à porta de casa.
A Zélia ficou pasmada.
- Eu acordei cedo para nada?!
A Maria olhou séria para a amiga e voltou a falar para a irmã.
- Nós estamos aqui no aeroporto. Estávamos à tua espera.
- Vocês viram as horas que são?


As duas meninas encaminharam-se de novo para casa. Abraçaram Vanessa assim que a viram. Abriram a porta de casa e a Zélia subiu as escadas para o quarto.
- Se precisarem de mim estou na minha cama.
As duas irmãs riram.

Algumas horas depois, a Maria e a Zélia já estavam na escola. Era intervalo. A Maria estava na casa de banho a olhar-se ao espelho quando a Zélia vai ter com ela muito feliz.
- Nós passamos no teste do acampamento!
A Maria ficou séria.
- A sério?
A Maria não quis acreditar. Não que ela não fosse otimista mas era realmente quase impossível com a quantidade de bons cantores que apareceram no acampamento.
- Claro que é a sério. Eu não iria brincar com uma coisa destas.
A Maria ficou radiante com a notícia.
Elas tinham passado. Elas iriam para o acampamento.

Durante semanas, a Maria e o João ficavam a falar-se pelas redes sociais. Ficaram amigos. A Maria e a Zélia foram para o acampamento semanas mais tarde. No dia da chegada, as duas amigas já vestidas de Teresa Cristina e Marcela Lima foram conhecer o seu quarto. Elas iriam dividir o quarto com mais duas raparigas: a Vera e a Luciana.
- Não te esqueças que agora o nosso nome é outro. – Disse a Zélia/Marcela Lima à amiga.
A Maria disfarçada de Teresa Cristina sorriu e respondeu:
- Claro, Marcela!
As duas arrumam as suas coisas e vão passear pelo acampamento.
- Sabes Marcela, eu estou a gostar disto. Estou ansiosa para conhecer as colegas de quarto.
- Eu também estou ansiosa. Esta é uma nova vida. A nossa oportunidade!
- Este mundo é novo para mim.
- Imagino. Para mim também é.
- Esperámos isto por tanto tempo e agora eu…não sei.
A Marcela parou de caminhar.
- Calma, Teresa! Isto é uma nova vida. É inacreditável mas estamos cá. E vamos vivê-la da melhor maneira possível.
Nesse momento, alguém vai ter com elas.

Termina aqui o capítulo 6.
O dia de post do capítulo 7 já está atualizado no lado direito. Será no Sábado.
Quem será a pessoa que vai contra elas?

Boa leitura!

8 comentários:

  1. Gostei do capítulo.
    Foi muito bom.
    Será que quem vai ter com elas é o João?
    Posta logo.

    Beijos.

    ResponderEliminar
  2. Eu quero ver a reação da Vanessa ao saber disso.
    Adorei a Zélia a correr para ir ao aeroporto.
    Posta logo.

    Beijos,
    Juh :)

    ResponderEliminar
  3. Gostei muito.
    Quero ver o que será que a Maria vai pensar quando souber que anda a falar com o João do acampamento.
    Posta logo.
    Beijos :)

    ResponderEliminar
  4. Que engraçado!
    Gostei da Zélia.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  5. a zélia parece tão idiota!

    ResponderEliminar

Obrigada pelo comentário, a sua opinião é importante para o escritor.