AVISO...

Olá Pessoal!

Já avisei na Página do Facebook e decidi avisar no blogue também.

Na página Livros têm os links onde poderão comprar o livro "A Escola do Terror".


Aviso mais uma vez que tem alterações ao que está no blogue!


Obrigada.

sexta-feira, 28 de março de 2014

Capítulo 11

Olá Pessoal!
Espero que tenham tido uma boa semana. Agradeço pelos comentários. Sei que baixaram e entendo a razão. Espero que na próxima história regressem nem que seja para dizer se gostam ou não.

Aviso: Na próxima semana não sei se vou puder postar na sexta no entanto, se não puder posto no sábado. E a partir da próxima semana os posts serão às terças e aos sábados graças às férias.

Espero que gostem deste capítulo.

Atenção portugueses: Esta história está escrita nos termos do novo acordo ortográfico.

Capítulo 11

Dias passaram, eu e o Ricardo continuávamos sem discutir. E para felicidade minha e principalmente dele, as notas dele subiram. A média subiu. Ele teve mais positivas. Parece que as explicações fizeram efeito. A Marina continuou com as suas maldades. Bem, a Sílvia parece que estava a dizer a verdade. Mas ainda não falei com o Afonso.

...

Chegou a hora de almoço e preferi ir sozinha para o refeitório. Queria falar com o Afonso. Felizmente, ele estava sozinho quando cheguei. Coloquei o meu tabuleiro em cima da mesa e sentei-me ao lado dele. Ele sorriu para mim.
- Olá Catharina!
Era o único rebelde que me tratava pelo nome. Excluindo agora a “nova” Sílvia.
- Olá Afonso! Vim te perguntar se vocês estão a inventar alguma.
- Ah, sim. Parece que a Marina e a Stefanny estão a tentar alguma coisa para que tu te afastes do Ricardo. Mas como deves saber, tanto eu como a Sílvia estamos de fora. E como é lógico, o próprio Ricardo não sabe.
- Mas porquê? Eu pensava que a Sílvia estava com elas.
- A Sílvia já está farta delas. Ela já não aguenta tanta maldade e falsidade. E quanto a mim...ainda quero tentar ajudar o Ricardo por isso tento continuar no grupo.
Eu apenas afirmei com a cabeça. Ele olhou para o seu relógio que estava no pulso.
- A Marina deve estar a vir aí. Tenho que te deixar aqui. Até já Catharina.
- Até já.
Ele levantou-se, deu-me um beijo na testa, pegou no seu tabuleiro e foi sentar-se noutro lado. Eu fiquei a pensar. Tenho que ir falar com o Ricardo. Ele deve saber porque é que a Marina está a tentar humilhar-me.

Fica por aqui o capítulo 11.
Foi pequeno mas em breve compenso.

Bjs e até sexta ou sábado. Boa semana!

15 comentários:

  1. Será que o Afonso e a Catharina já se conhecem?

    ResponderEliminar
  2. Gostei!
    Posta logo.

    Beijos,
    Natasha Alyosha.

    ResponderEliminar
  3. Acho estranho essa amizade dos dois.

    ResponderEliminar
  4. Acho que esta conversa foi muito suspeita...Espero por outros capítulos.

    Beijos,
    Juh :)

    ResponderEliminar
  5. adorámos!Precisamos de mais capítulos!

    ResponderEliminar
  6. Será que o Afonso e a Catharina já se conhecem e vão matar a Marina?

    ResponderEliminar
  7. Posta que eu estou ansiosa.

    ResponderEliminar
  8. vai doer não ter o capítulo na sexta.estou tão acostumado a vir cá às sextas.

    ResponderEliminar
  9. Acho que...parece-me que a Catharina é que é a assassina.Depois ela fala com o Afonso (acho que eles já se conhecem) e juntos unem-se mas até conseguirem fazer alguma coisa,o Afonso tem que conseguir trazer o Ricardo para perto deles.
    Acho que já percebi hahaha!

    ResponderEliminar
  10. já não sei de nada.nem sei já o que pensar.se a catharina é a vilã da história ou se a Marina é que é ou se é a Sílvia.

    ResponderEliminar
  11. OMG, estou curiosa para beber o que vai acontecer?? desculpa de não ter comentado.
    Posta logo
    beijokas

    PS: Gosta da tua opinião no meu blog se não for muito incomodo!!

    ResponderEliminar
  12. Bater vc pode?? Como vc só dá esse cheirinho, melhor projecto de cheiro. Essa Marina, raiva que me dá, sabado é? Estarei aqui

    ResponderEliminar

Obrigada pelo comentário, a sua opinião é importante para o escritor.