sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Capítulo 4

Olá Pessoal!
Espero que tenham tido uma boa semana.
Quanto ao povo português que lê o blog desejo um feliz dia dos namorados (para quem os tem!).
Aqui está o capítulo 4. Obrigado pelos comentários ao capítulo 3.

Atenção portugueses: Esta história está escrita nos termos do novo acordo ortográfico.

Capítulo 4

A aula finalmente terminou. Deixei que as meninas doidas saíssem. A Laryssa veio ter comigo.
- Como foi?
Ela sabia que eu não simpatizava com a Marina.
- Normal.
Eu sabia que era mentira. Correu mal. Mas enfim...
- E contigo?
Podia estar curiosa? Era o Ricardo. Quem é o Ricardo? Um rebelde que se diverte batendo nos pobres e ofendendo as gordas. Não entendo! Há gente tão sem carácter.
- O Ricardo é maldoso. Não entendeu nada daquilo que eu disse mas também já estou habituada.
Que engraçado! Ela acha que é normal mas o que ele está a fazer é bullying.
- Estás preparada para o teste de História? - Perguntou-me.
Eu encolhi os ombros.
- Estou sempre. Já nem penso nisso.
- Eu tenho de ficar ao lado do Ricardo.
Percebi que ela estava preocupada.
- É só um teste, não tens que falar com ele.
- Ele é antipático.
Fi-la sentar-se no único banco livre do corredor. Estou cansada que ela diga estas coisas. Ela não merece sofrer desta maneira, mesmo que pense que é normal.
- O Ricardo é um idiota, não precisas de olhar para ele sempre que ele te fala. Ele próprio não olha para ti quando falas com ele. Ele pode te colocar de parte mas tu és superior a ele.
A Laryssa olhava para mim séria.
- Obrigada Cathie.
Eu sorri para ela. Já fiz a boa ação do dia. Estou contente comigo mesma.

...

Está na hora de almoço, depois das duas aulas anteriores (coitada da Laryssa na aula de História mal se mexia com medo, talvez, do Ricardo) está na hora de ir para o refeitório. O refeitório está composto por filas. Numa dessas filas está o grupo da Marina. Eu estava acompanhada pela Laryssa. Entro no refeitório e ouço a Marina a chamar-me. O que é que aquela idiota quer de mim? Fui ter com ela.
- Senta-te aqui. - Pediu ela com a sua voz irritante.
Eu olhei para a Laryssa. Não a ia deixar sozinha.
- Desculpa mas eu vou sentar-me ao lado da Laryssa.
Esqueci de mencionar que só havia uma cadeira livre na fila onde se tinham sentado.
- Nerd, senta-te! Ela senta-se atrás. - Disse o Ricardo.
Quê? Não estou a perceber. Ele nem sequer olhou para a Laryssa. Respira fundo Catharina, não te revoltes. Ele não merece. Nem ele, nem nenhum outro idiota.
- Eu vou me sentar com a Laryssa. -disse eu calmamente.
Sentei-me numa outra fila com a Laryssa. Percebi que todos eles olhavam para mim espantados, até a própria Laryssa. Eu não a iria abandonar neste momento.
- Obrigada. -sussurrou ela para mim.
- Amigos servem para isso. -disse eu a sorrir. 
Soube-me bem este momento. Foi agradável. Um momento agradável.

E fica por aqui o capítulo 4.
Espero que tenham gostado. Comentem, dêem a vossa opinião.

Bjs :)

23 comentários:

  1. a história está estranha.é bem diferente das outras.não acho má mas é diferente.

    ResponderEliminar
  2. Não que eu seja " Confusionista" talvez só não gosto de engolir sapo, esse pessoal merece uma boa surra. Não se trata assim ninguém

    ResponderEliminar
  3. Gostei!
    Posta logo.

    Beijos,
    Natasha Alyosha.

    ResponderEliminar
  4. bom capitulo.a marina tem falta de "chapada".hahaha!

    ResponderEliminar
  5. A história está estranha,concordo com o Afonso mas acho-a muito boa.A pessoa tem que mudar.Fazer coisas novas.

    ResponderEliminar
  6. Gosto muito da Catharina. Ela é a minha personagem favorita. Coitada da Laryssa.
    Posta logo Diana!

    Beijos,
    Juh :)

    ResponderEliminar
  7. Esse Ricardo é um idiota.E a Marina é outra.Espero que não tenhas feito a personagem a pensar em mim!
    Posta logo.

    Beijos.

    ResponderEliminar
  8. A escrita está muito boa.Parabéns pelo feito! A história está a ir muito bem.

    ResponderEliminar
  9. que lindo!espero por novos capitulos.

    ResponderEliminar
  10. Essa Marina e esse Ricardo merecem ser vitimas de bullying.
    Posta!
    Beijos.

    ResponderEliminar
  11. Boa história mas mesmo assim concordo com o Afonso,é estranha.

    ResponderEliminar
  12. está estranha mas está muito boa em escrita.

    ResponderEliminar
  13. fixe!engraçado que o vilão dessa história tem o mesmo nome que eu.como se eu praticasse bullying com alguém.sou um rapaz muito amigo das pessoas.

    ResponderEliminar
  14. adorámos!estás a retratar bem o bullying.
    posta depressa.

    ResponderEliminar
  15. Agora vejo o quão diferente essa história é das outras.Quando disseste que iria ser diferente pensei noutra história parecida ao Colégio Interno mas agora vejo que Uma Vida Eterna é muito diferente.
    Mas estou a gostar.

    ResponderEliminar
  16. Esse grupinho é todo idiota!Bando de idiotas!
    Posta depressa!
    Beijos.

    ResponderEliminar
  17. Concordo com os comentários acima.A história é diferente mas gosto.

    ResponderEliminar
  18. Esse Ricardo é pior que a Marina.
    Espero por mais um capitulo.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  19. que lindo!
    gostei muito da catharina.a minha favorita.

    ResponderEliminar

Obrigada pelo comentário, a sua opinião é importante para o escritor.