sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Capitulo 23

(Observação da autora no dia 18/09/2018 - Corrigi possíveis erros ortográficos deste projeto chamado "A Escola do Terror III". Já é possível relê-lo de forma mais adequada. Não alterei nada no enredo, porque é apenas a versão blogue. A versão em livro encontra-se na página "Livros" ).


O Gonçalo estava em casa dele com o resto do grupo (excluindo o Ricardo), quando recebeu a chamada da Juliana. O Gonçalo não quis acreditar no que estava a ouvir.
Depois de saber qual era a rua onde elas estavam, ele terminou a chamada, guardou o telemóvel calmamente no bolso das calças e aos restantes membros do grupo disse com uma voz calma e num tom normal:
 A Mafalda está em perigo!
Os outros membros do grupo trocaram olhares.
 Temos de ir lá. – Continuou o Gonçalo.
Entretanto o Ricardo, arrependido do que fez, foi a casa da Juliana, mas a mãe disse-lhe que ela ainda não tinha chegado. Ele achou estranho, mas deixou-se estar sentado no degrau do passeio perto da casa dela. Uns minutos depois viu os outros membros do grupo a correrem. Ele achou estranho e foi ter com eles perguntando o que se passava.
 Nós vamos ter com a Mafalda e com a Juliana. A Mafalda está em perigo.  Disse o Gonçalo.
 O quê?
 Vem connosco, Ricardo, porque tenho a sensação que aquele desaparecimento da Mafalda não era normal.
O Ricardo seguiu-os.
Será que a Mafalda ficará a salvo?


Fim do Capítulo 23.

20 comentários:

  1. Está fixe!
    Parece-me que a Mafalda vai sair da história.

    ResponderEliminar
  2. Adorei.
    Posta logo.

    Beijos,
    Natasha Alyosha.

    ResponderEliminar
  3. tá giro.
    a mafalda vai mesmo morrer?

    ResponderEliminar
  4. Está fixe!Não acredito que a Mafalda morra agora.Ela é uma das principais.

    ResponderEliminar
  5. Adorei.
    Tadinha da Mafalda espero que ela não morra.
    Posta logo.

    Beijos,
    Juh :)

    ResponderEliminar
  6. Selinho para você: http://fanmadehistorias.blogspot.com.br/2013/02/selos.html

    ResponderEliminar

Obrigada pelo comentário, a sua opinião é importante para o escritor.