AVISO...

Olá Pessoal!

Já avisei na Página do Facebook e decidi avisar no blogue também.

Na página Livros têm os links onde poderão comprar o livro "A Escola do Terror".


Aviso mais uma vez que tem alterações ao que está no blogue!


Obrigada.

sábado, 24 de dezembro de 2011

Mini história como Especial Natal (Última parte)

Olá Pessoal! Aqui está a última parte.

 - Não. Vou te dizer que a mãe dela, a Adelaide, não é mãe dela.
O João não estava a perceber.
 - O que é que tu queres dizer com isso?
 - A Matilde foi abandonada pela mãe verdadeira, foi a Adelaide que cuidou dela. Eu e a Matilde somos amigas mais ou menos desde que nascemos. Numa conversa que a Adelaide teve com a minha mãe percebi que ela era mãe de um rapaz que era um ano mais velho que nós.
 - Um rapaz?
 - Sim, esse rapaz és tu João.
 - Mas o meu pai disse que a minha mãe andava desaparecida.
 - E talvez andasse. A Adelaide nunca teve um único homem na vida dela.
 - Mas a Adelaide sabe que eu e a Matilde não somos irmãos e se ela contar à Matilde?
 - Vais ter que continuar com ela.
 - Não, vou ter que matar alguém.
 - João, a Adelaide é tua mãe.
 - Eu não acredito numa única palavra que tu dizes. Até acredito a parte de a Matilde ter sido abandonada, para ser tão louca.
 - A Matilde não é louca, ela só não está saudável.
 - O que seja Vera. Vou ter com a Matilde.
E dizendo isto saiu de casa da Vera. Ele podia ter dito à Vera que não acreditava mas a verdade é que era mentira. Ele tinha acreditado em tudo o que ela lhe tinha dito...

Horas mais tarde a polícia chegou a casa da Matilde. Vera estava no local, ela sabia que algo iria acontecer. Reparou que o João estava no local e foi ter com ele.
 - O que é que aconteceu?
 - A Adelaide foi morta.
 - Como pudeste?
 - Não fui eu Vera, porque é que tu não me disseste que a Matilde tinha um revólver em casa dela?
A Vera não estava a acreditar.
 - O estado dela piorou João.
João abanou a cabeça.
 - Não temos muito tempo. Vem comigo!
Ele e a Vera encaminharam-se para dentro do carro dele. Vera ao entrar, reparou que a Matilde também estava presente.
 - João, o que é que ela está aqui a fazer?
 - Não faças perguntas.
Minutos depois estavam numa rua deserta.
 - O que é que se passa aqui? - Perguntou a Vera.
 - Tu vais ver o final. - Respondeu o João.
 - O final? - Perguntou Vera sem perceber.
O João foi à mochila que trazia consigo e tirou de lá umas bolachas.
 - A Adelaide estava a fazer isto antes de morrer. Acho que era para a Matilde, não sei. - Disse ele com um sorriso.
Vera percebeu tudo, foi ele que matou a mãe e é ele que vai envenenar a Matilde.
 - Matilde, não fazes nada? - Perguntou a Vera a achar estranho a atitude dela.
 - Claro que não Vera, ela confia mais em mim do que na melhor amiga dela. - Disse ele a sorrir.
e aconteceu...Matilde em minutos comeu uma das bolachas que o João trazia. Era o paraíso...a morte, porque a recebia dele.

Dias mais tarde, Matilde andava desaparecida, tinha saído da psiquiatria onde tinha estado. João estava morto, sepultado no cemitério de Lisboa, graças aquele incidente que aconteceu naquela rua deserta. Vera estava viva mas suspeita pela morte de João. Foi João que tinha morto Adelaide pois quando chegou a casa de Matilde, viu que esta já sabia a verdade. Vera, naquela rua deserta, ia sendo morta por Matilde, que trazia o revólver que pertencia não a si mas a João. Vera trabalhava com o pai de João que era da polícia judiciária mas pouca gente sabia. Com um revólver que trazia consigo matou João antes que Matilde pudesse fazer uma loucura. Matilde saiu a correr dali e mais ninguém a encontrou. Vera saiu dali mas esqueceu-se de apagar as provas ficando suspeita pela morte dele. Quanto a Matilde, ninguém sabe de nada mas algo que todos sabemos é que o João irá atormentar a pessoa que lhe acabou a vida. A Vera.

Fim!

Feliz Natal!


Espero que tenham gostado desta minha primeira mini história.

Mini-história como Especial Natal (Parte 1)

Olá Pessoal! Como tinha dito, aqui está a mini-história como Especial Natal. A primeira parte tem como critério o meu professor de Filosofia. E sim, foi feito metade na aula de Filosofia e outra metade em casa.
Espero que gostem!

 - E agora? - Perguntou a Matilde.
 - Não sei o que fazer. - Comentou o João.
 - O teu pai já sabe?
 - Não, não lhe disse nada ainda...
Sentados na mesa de café habitual, onde se reunem normalmente com os amigos, encontrvam-se os dois frente-a-frente com aquele problema sobre os ombros. Para já ainda sem a seriedade de que os adultos lhe iriam dar, porque não tinham dito nada a ninguém.
 - Olha - Disse o João - Acho que o melhor é...
 - Espera, e se falássemos primeiro com a minha amiga Vera?
 - Acho até uma boa ideia.
 - queres ir lá agora?
 - Podemos ir?
 - Claro.
Eles saíram do café e foram a casa da amiga Vera. Vera era uma velha amiga da família da Matilde. A mãe da Vera era amiga da mãe da Matilde. Conheceram-se nos tempos da primária e a partir daí, foram-se tornando melhores amigas. Eles respiraram fundo e bateram à porta.
 - Olá Matilde e tu és o João. Vocês não se tinham chateado?
 - Vera, a tua mãe está em casa? - Perguntou a Matilde.
 - Não não, podem entrar.
A Matilde e o João entraram em casa nervosos e a Vera pediu-lhes que se sentassem no sofá.
 - Então, algum problema com vocês? Eu não sou nenhuma consultora amorosa. - Disse a Vera a rir.
 - Vera, estou a falar a sério. Eu e o João não podemos continuar juntos. Descobrimos algo que estraga todos os nossos planos. - Disse a Matilde.
A Matilde e o João namoravam à algum tempo mas com a descoberta tiveram que se separar. A Vera ficou preocupada.
 - O que aconteceu?
 - A Matilde achou estranho uma conversa que a mãe dela teve com a tua.
A Vera ficou parada, subitamente. A Matilde achou estranho a atitude dela.
 - O que se passa Vera? - Perguntou a Matilde.
 - Já soubeste a verdade?
 - Mas tu sabias a verdade?
O João olhou para a Vera. Um olhar cortante.
 - Não, não. - Disse ela olhando de relance para o João.
 - Então - Disse a Matilde desconfiada - A verdade é esta. Eu e o João podemos ser irmãos.
 - Podem ser?
 - Sim, Vera, ainda não temos provas e parece que o meu pai não sabe de nada. - Explicou a Matilde.
A Vera não sabia o que dizer.
 - Bem, talvez...quer dizer, podem ir para casa. Eu depois te direi alguma coisa Matilde.
 - Ok amiga, até já.
Eles despediram-se da Vera e saíram de casa dela.
 - Mas o que é que se passa contigo, João? Estás diferente.
 - Diferente? Não Matilde, o meu pai é que já deve estar preocupado. Tenho de ir almoçar.
 - Sabes que ele pode não ser teu pai.
João respirou fundo. Estava a ficar cansado da conversa.
 - Matilde, tu não tens provas.
 - Ok João. Falamos depois.
Horas mais tarde, João vai a casa da Vera.
 - O que é que estás aqui a fazer idiota? Vem para aqui antes que alguém te veja. - Disse a Vera puxando-o para dentro de casa.
 - Preciso de falar contigo.
 - Do que é que queres falar?
 - Não te faças de idiota. Qual foi a tua jogada de dizeres à Matilde que eu e ela somos irmãos?
 - Eu não lhe disse nada. Ela é que pensou mal. Não eras tu que querias acabar o namoro com ela? Estás a conseguir.
 - Eu queria mas não assim.
 - Não assim? Assim como? Inventando coisas? Não é muito longe da verdade.
 - Agora vais me dizer que somos meios irmãos não?
 - Não. Vou te dizer que a mãe dela, a Adelaide não é a mãe dela.

Fim da parte 1.

Mais tarde vem a 2ª e última parte.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Motivo da demora do capitulo e pedido de desculpas

Olá Pessoal! Eu sei que estou a demorar para postar mas é o seguinte ando viciada neste livro. Ainda nem o acabei, ando em metade.


Adoro este livro ando a tentar perceber quem é afinal o culpado. Enfim...

Eu peço desculpas pelo meu "bonito" vicio e prometo que assim que eu terminar o livro (que falta pouco) que volto a postar.

Espero que entendam!

Bjs :)

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Capitulo 12 (Escola Do Terror II)

Olá Pessoal! Aqui está o capitulo 12. Obrigada pelos parabéns. Brigada pelo vídeo Juliana. Brigada pelos posts minhas queridas seguidoras. Obrigada pelos parabéns dados pelo Facebook e por sms. Obrigada meus colegas de turma pelos parabéns. Obrigada a todos vocês! Adoro-vos! Aqui está o capitulo 12. É meu aniversário mas quem leva a "prenda" são vocês! Isso não é justo mas...tem que ser!


(Ok, esta imagem é muito idiota para um blog de terror mas quero agradecer em bem!)

Aqui está o capitulo 12:

A Diana tinha acabado de chegar a casa do Bernardo. Ele abriu a porta e ela entrou. Tinha muitas coisas para lhe dizer.
- O que é que se passa?
- Tenho coisas para te contar. Fui a casa do José.
- Fazer o quê?
Eles foram se sentar no sofá da sala.
- Tinha de lhe falar sobre a gravidez da Angelina.
- Mas porquê?
- Ela envolveu-se com ele na festa de aniversário.
O Bernardo abanou a cabeça.
- E agora ela está grávida de quem? Se é que está grávida.
A Diana encolheu os ombros.
- Na sexta-feira vou com ela ao médico.
- Fazes bem. Mas o que é que aconteceu na casa do José?
- Tu sabias que ele anda com a Sofia?
- Sim.
- Sabes que ele namora com ela?
- Namora?
- Sim. Ela estava em casa dele hoje quando fui lá e vi eles quase a beijarem-se. Parece que não és o único a trair as regras.
- E o que lhe mandaste fazer?
- Vai ter que se tornar amigo da Elisa e da Bruna.
- Da Elisa e da Bruna? Vai ser difícil.
- Eu sei é um desafio para ele. Quanto a ti, tens só de raptar a Mariana e a Cristiana.
- As duas ao mesmo tempo?
- Sim, mas agora sem a minha ajuda.
O Bernardo afirmou com a cabeça.
- Está bem.
A Diana levantou-se do sofá.
- Bem, vou andando.
- Está bem.
A Diana saiu de casa do Bernardo.
Está feito!
E agora? O Bernardo tem mais outra coisa para fazer. Como correrá?
Comentem!

Adoro-vos!
Bjs :)

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Selo!

Olá! Recebi esse selo:


5 músicas/artistas que gosto:

1- Eminem;
2- Jennette Mccurdy - Stronger;
3- Britney Spears - Criminal;
4- Tinie Tempah Ft Ellie Goulding - Wonderman;
5- Nicki Minaj.

5 músicas/artistas que não gosto:

1- Adele;
2- Justin Bieber;
3- Katy Perry;
4- Joe Jonas - Just In Love;
5- Lady Gaga - Born This Way.

Passar para 5 blogs:

1- Amores Imperfeitos
2- L'amour, la vie et nous
3- Eu sempre quis ter você
4- Uma história de Amor
5- (Para quem quiser fazer)

É isso!
Ah, quanto aos capitulos. A mini história não vem amanhã, no meu dia de anos, irei fazer lá para dia 20 e tal. E para especial natal irei usar um dos capitulos da história. Amanhã vem um capitulo.

Bjs :)

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Para a Cristiane

Olá Cristiane! Quando vim ao blog não quis acreditar que alguém tinha comentado nesse post. Até achei que fosse alguma das pessoas que queriam fazer parceria. Até ia esperar para ler mais tarde mas não, eu continuei e li. E não me arrependi. Cristiane, primeiro que tudo temos que ter fé pois tudo irá se resolver. Isso é só uma maré de azar que com o tempo irá passar. Se tivermos pensamento positivo tudo irá melhorar.
É bom saber que as minhas histórias têm sido muito importantes para ti. Esse teu comentário me aumentou a auto-estima quanto a nível da escrita porque tudo o que eu pensava era que as minhas histórias não eram nada de especial.
Emocionei-me com o teu comentário. Muito obrigada por existires e por leres as minhas histórias. E podes ter a certeza que quando eu querer desistir dos blogs por parvoíce minha, que irei a este post ler o teu comentário pois me dará força para continuar a escrever. E como tu disseste: "nao desista de seus sonhos e continue escrevendo e nos fazendo feliz" é isso que eu vou fazer Cristiane. Muito obrigada pelo comentário. Muito obrigada mesmo!
E esse comentário não é grande, é emotivo :)

Que tenhas força para continuar pois com fé e pensamento positivo tem-se tudo.

Muito obrigada (outra vez)

Beijinhos :)

domingo, 11 de dezembro de 2011

Parcerias a começar

Olá Pessoal! Vim dizer que irei começar com algumas parcerias. Quando acabar a minha história começarei as outras parcerias que restam. Quem quiser ainda fazer parcerias avise lá em cima.

Bjs :)

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Capitulo 11 (Escola Do Terror II) dedicado às novas 8 seguidoras

Olá Pessoal! Aqui está o capitulo 11. Este capitulo é dedicado às 8 seguidoras novas do blog. Espero que gostem do capitulo. Este capitulo também podia ser dedicado a todos os leitores que gostem das personagens Mafalda e Luís. Pessoal, não liguem a esse romantismo estranho. Só vindo de mim para lerem algo assim.

Entretanto a Mafalda estava em casa do Luís, o irmão do Tiago, a pedir desculpa daquilo que tinha acontecido em casa dela.
- Desculpa Luís, eu não queria mas...quero dizer...
Ela suspirou.
- Eu...eu...gosto de ti.
O Luís olhou para ela sem qualquer expressão facial, ou pelo menos que parecesse.
- Estás a brincar.
O Luís não tinha feito uma pergunta mas a Mafalda percebeu que pudesse ser e respondeu:
- Não estou.
- Porque é que não vais ter com o Gonçalo?
- Porque não gosto dele.
O Luís começou a rir-se.
- Pára com essas mentiras...chegas a meter-me nojo.
- Eu chateio-me com ele, como posso gostar dele? Ele é um tarado, um estúpido, um antipático, um quer...ah, um que quer todas.
A Mafalda iria dizer “um querido” mas travou-se a tempo. O Luís nem sequer notou no que ela ia dizer.
- Não consigo acreditar em ti. - Disse ele.
- Dá-me uma chance Luís. É sério. - Disse ela, quase a pôr-se de joelhos à frente dele.
Ele começou a pensar.
- Está bem, também parecia mal dizer não a uma rapariga que está quase de joelhos no chão à minha frente. - Disse ele com um sorriso, quase a rir.
Ela também sorriu.
Bem, não é preciso dizer o que aconteceu depois.
Será que este namoro vai durar muito?
É isto! Quanto à mini história que eu tinha dito que o inicio contaria com os créditos do meu professor de Filosofia talvez irei postar no meu dia de anos, dia 15, ou seja, 10 dias antes do Natal. Quanto ao capitulo espero que gostem.
Bjs :)

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Aviso!

Olá Pessoal! Primeiro que tudo vou dar as boas vindas às novas seguidoras (Paula, Mel, Ailinha e Carolzinha). Obrigada por se tornarem seguidoras.

Vim avisar a todos que amanhã acabam os meus testes. Em princípio vou ter positiva em todas as disciplinas menos em Filosofia e o teste amanhã é mesmo dessa disciplina e por isso necessito de ter positiva (não vou falar nada acerca de Português porque se fosse no ano passado com as notas que tenho agora teria mesmo negativa mas enfim...).

Isto tudo só para dizer que postarei depois de amanhã que é quando acabam todos os meus testes.

E ainda vou postar uma pequena história em que o inicio contará com os créditos do meu professor de Filosofia. Mas isso direi mais tarde.

Bjs :)

domingo, 4 de dezembro de 2011

Responder às parcerias

Olá Pessoal! Bem-vindas novas seguidoras (Dayane, Ana e Marcela Menezes)

Quanto às parcerias irei começar assim que acabar a história Noiva Do Irmão. Estou a pensar em não escrever histórias minhas em 2012 porque neste blog já têm o final da Escola Do Terror e mais O Colégio Interno no 2º blog têm as duas partes de Há Busca De Um Sonho e no 3º é o final de À Procura Da Sobrevivência e a Noiva Do Irmão por isso vou descansar durante o ano de 2012. Pelo menos até a meio do ano dependendo de como correm as histórias.

Irei aceitar todas as parcerias que quiserem. Vou começar assim que acabar de escrever A Noiva Do Irmão que está quase. Talvez lá para perto do Natal estará concluído. Brigado às 3 pessoas que pediram parceria irei já vos adicionar no msn (se conseguir não é, já que não tenho conseguido entrar ultimamente).

Quanto às novas seguidoras irei seguir e comentar também.

Bjs :)