sábado, 25 de junho de 2011

Capítulo 30

(Observação da autora no dia 11/09/2018 - Corrigi possíveis erros ortográficos deste projeto chamado "A Escola do Terror I". Já é possível relê-lo de forma mais adequada. Não alterei nada no enredo, porque é apenas a versão blogue. A versão em livro encontra-se na página "Livros" ).


Entretanto na garagem, a Alexandra e o Francisco ainda estavam traumatizados com o que tinha acontecido.
 O que é que se passa com eles? Ficaram malucos?
A Alexandra não conseguiu falar, só chorava.
 Não te preocupes, nós vamos nos safar, além disso eles são só nossos colegas.
 Mas que se calhar são capazes de tudo. – Disse ela, a chorar.
 Não, eles não são capazes de tudo. – Disse ele, abraçando-a.
 Porque é que vieste? – Perguntou ela, deixando de o abraçar.
 Vim, porque eu te ouvi a chorar.
 Não devias ter vindo, mesmo assim.
 Não. Eu vim porque tu estavas a chorar e eu gosto muito de ti e não gosto de te ver triste.
 O quê?
O Francisco aproxima-se da Alexandra e beija-a.
 Calma! Isto não pode ser. – Disse a Alexandra, sobressaltada.
 Porquê?
 Porque não pode.
Depois a Alexandra pensou um pouco e perguntou-lhe:
 É a sério?
O Francisco fez um sim com a cabeça.
Quando a Alexandra e o Francisco beijam-se, o Bernardo entra dentro da garagem. Os dois separam-se.
 O que estão a fazer? – Perguntou ele.
 O que é que vais fazer? – Perguntou o Francisco.
 Tenho de fazer a "condição" da Diana.
E dizendo isto, foi ter com a Alexandra e tentou beijá-la à força. No meio de muita cotovelada, lá o Bernardo conseguiu cumprir a "condição" da Diana. Depois, sem dizer nada, saiu da garagem. O Francisco abraçou a Alexandra.
Fora da garagem, a Diana e o Bernardo estavam a conversar. A Diana tinha visto tudo o que se tinha passado há minutos atrás na garagem.
 E agora, o que fazemos? – Perguntou o Bernardo.
 Temos de os levar para casa, senão os pais deles vão chamar a polícia.
– Parece que o Francisco e a Alexandra namoram.
A Diana olha para o Bernardo, espantada.
 Então vamos levá-los para casa o mais depressa possível. – Disse ela, abrindo a porta da garagem.
A Diana entra na garagem e diz à Alexandra e ao Francisco:
 Podem ir para casa.
 O quê? – Diz o Francisco, sem acreditar.
 Foi o que ouviste, podem ir para casa, mas não liguem à polícia.
 O quê? – Perguntou, zangado, o Francisco.
 Nós não ligamos à polícia. – Travou-o a Alexandra.
O Francisco olhou espantado para a Alexandra.
 O quê? Tu não vais...
 Não vamos ligar à polícia. – Travou a Alexandra.
 Espero que não. Agora podem ir embora. – Disse a Diana.
A Alexandra e o Francisco saíram da garagem e, de seguida, despediram-se do Bernardo que estava à porta. Eles iam embora, seguidos pelo olhar da Diana e do Bernardo até estes não os conseguirem ver.


Fim do Capítulo 30.

19 comentários:

  1. espero...
    ta fixe o capitulo!

    ResponderEliminar
  2. outra vez o primeiro ja chateia ne diana?
    ta fixe!a alexandra a dizer que nao vai ligar a policia.que doente.eu ligava logo.

    ResponderEliminar
  3. ta giro1
    o que vem a seguir a um rapto?uma morte?estou ansiosa para o capitulo 31.

    ResponderEliminar
  4. adorei o capitulo!
    posta rapido!

    ResponderEliminar
  5. ta fixe!
    na verdade nao mas ok eu ajudo.

    ResponderEliminar
  6. adoramos!
    posta depressa.
    tamos ansiosas!
    continua!
    esses dois merecem uma liçao.

    ResponderEliminar
  7. ta fixe!
    eu ja nao vou dizer nada a partir de agora sobre o 9 parece que fazes de proposito.
    como é que anda o guilherme?

    ResponderEliminar
  8. adorei amiga!
    posta rápido!

    Beijos,
    Natasha Alyosha :)

    ResponderEliminar
  9. Adorei o capitulo!
    Eu sei.já ando com saudades.
    Esse capitulo está lindo e tu dizes que não.A autora é que sabe mas na minha opinião está giro.
    Posta logo!

    Beijos,
    Juh :)

    ResponderEliminar
  10. está fixe!
    Posta depressa!
    beijinhos :)

    ResponderEliminar
  11. Diana voce tinha razao ontem...muito obrigado pelas dicas,eu tentei e parece que o bloqueio foi-se rsrsrsrsrsrs...
    Bom eu adorei o cap,como sempre digo sua historia é muito boa mesmo!
    Sempre acompanho com muito orgulho!
    Rsrsrsrs...posta logo ta?
    Beijos
    Pam :D

    ResponderEliminar
  12. Quando é que postas no 3º blog?
    Estou aniosa!
    Vai,depressa!

    Beijos,
    Juh :)

    ResponderEliminar

Obrigada pelo comentário, a sua opinião é importante para o escritor.