terça-feira, 14 de junho de 2011

Capitulo 29

Olá Pessoal! Tudo bem? O prometido é devido e por isso aqui está o capitulo. Obrigado pelos 18 comentários.Antes do capitulo vou responder às vossas "perguntas".

GB: A primeira a comentar é verdade. Pela primeira vez não é o Afonso. Obrigada :)

Afonso: Já não és o primeiro a comentar? Há sempre uma primeira vez para tudo não é?! Eu adoro embirrar contigo :D

Felipe: Pois não. Obrigado pelo comentário.

Patrícia: Pareces eufórica ao comentar ahahah! É assim tão lindo?! Obrigada pelo comentário.

Tiago: "Ok." Só dizes ok? Por momentos pensei que ias dizer outra coisa mas acho que não te conheço tão bem assim para ter a certeza. 9 meses não foi nada!

Gustavo: Pois sei, ando a aprender mas não me perguntes por verbos em Russo por favor. Eu ainda não decorei nada disso e perceber é um bocadinho difícil. Vocês é que sabem bem.

Ricardo: :D pena só ter um smile para "dizer". Enfim...

Juliana Dindarova: Fiz os possíveis para ter um pouco de romantismo agora se é pouco ou muito não sei. Mas tu conheces-me bem e sabes que muito romantismo não há. Tem drama é bom?! Mas eu não coloquei muito drama se não andavam todos já a chorar :D

Rui: Eu amo-te? De onde é que tu foste tirar isso? De ti? Que grande convencido que és! Não, eu não te amo, eu odeio-te ;)

Agora o capitulo:

O Francisco ao passar pela garagem ouve alguém a chorar e resolve ir lá ver. Abre a porta da garagem e vê a Alexandra sentada, encostada a uma parede a chorar. Ele não pensa duas vezes e vai ter com ela. Quando ela vê o Francisco a aproximar-se dela, ela corre para ele e abraça-o.
- Já pensava que ia morrer.
- O que é que aconteceu Alexandra?
Nesse momento entra a Diana na garagem e vê o Francisco com a Alexandra, abraçados.
- Como é que tu entraste cá? - perguntou a Diana ao Francisco.
- A porta estava encostada. Mas o que se passa aqui? E porque a Alexandra está a chorar?
- É só um joguinho.
- Tu estás a sentir-te bem? - perguntou o Francisco à Diana.
- Sim e agora vocês vão ficar trancados aqui. - disse ela, saindo e fechando a porta.
A Diana assim que fechou a porta da garagem foi ter com o Bernardo. Viu-o sentado, encostado a uma parede a dormir. A Diana foi acordá-lo.
- O que é que se passa? - perguntou ele, sobressaltado.
- Estragaste tudo. - disse ela zangada.
- O que é que te fiz? - perguntou ele a levantar-se.
- Parece que puseste uma isca para o tótó do Francisco entrar na garagem.
- Ele está lá?
- Sim.
- Agora como é que eu vou fazer a tua "condição"? - perguntou ele.
- Sei lá mas tens de a fazer porque se não eu vou contar o que sei a toda a turma. - respondeu a Diana.
O Bernardo começou a pensar no que iria fazer.

Está feito!
Comentem!

18 comentários:

  1. sou o primeiro agora!
    ta fixe!

    ResponderEliminar
  2. estou a ver que sim.
    Felipe para de comentar fazes melhor para mim.

    ResponderEliminar
  3. e lindo mesmo!!
    e adorei este capitulo tambem.
    posta rapido!

    ResponderEliminar
  4. ta fixe1
    era para dizer outra coisa mas nao disse.
    9 meses.9 e um numero que e facil lembrar nao?

    ResponderEliminar
  5. adorei amiga!
    posta rápido!

    Beijos,
    Natasha Alyosha :)

    ResponderEliminar
  6. está fixe!
    Posta depressa!
    beijinhos :)

    ResponderEliminar
  7. ta fixe!
    verbos sao complicados sim mas sao faceis aprende se bem.

    ResponderEliminar
  8. adoramos!
    posta depressa.
    tamos ansiosas!
    continua!

    ResponderEliminar
  9. Adorei o capitulo!
    Chorar?Não,claro que não...
    Baba e ranho.
    Estou mesmo para ver esse romantismo!Ai se estou...

    Posta logo!

    Beijos,
    Juh :)

    ResponderEliminar
  10. esta muito fixe XD

    agora já não sou a primeira a comentar :(


    posta logo o próximo capitulo!!!

    bjos :)

    ResponderEliminar

Obrigada pelo comentário, a sua opinião é importante para o escritor.