sexta-feira, 23 de abril de 2010

Capítulo 2

(Observação da autora no dia 11/09/2018 - Corrigi possíveis erros ortográficos deste projeto chamado "A Escola do Terror I". Já é possível relê-lo de forma mais adequada. Não alterei nada no enredo, porque é apenas a versão blogue. A versão em livro encontra-se na página "Livros" ).


Enquanto o grupo de assassinos falava, a Angelina estava a falar com a Carolina, a Inês, uma rapariga com cabelos e olhos castanhos, a Cristiana, uma rapariga com olhos verdes e cabelos castanhos e a Mariana, uma rapariga com cabelos castanhos claros e olhos castanhos.
– O que achas da turma? – Perguntou a Inês à Angelina.
A Angelina encolheu os ombros.
– Boa.
– Nós precisamos de te dizer uma coisa. – Disse-lhe a Carolina.
– O quê? – Perguntou, interessada, a Angelina.
– É um segredo da nossa turma. Há três anos que nós nos conhecemos. – Apontou a Carolina à Inês, à Cristiana e à Mariana. – E nós temos alguns segredos. Não nós, mas os nossos colegas, sim.
– E queremos te contar. – Acrescentou a Mariana.
– Digam! – Pediu a Angelina, interessada.
– Sabes quem são: a Juliana, a Diana, o Ricardo, o Bernardo, o Gonçalo, o José, a Mafalda, a Márcia, o Tiago e o Luís, irmão do Tiago? – Perguntou-lhe a Cristiana.
– Sim, sei. – Respondeu ela.
– Eles são um pouco estranhos. Ainda não sabemos ao certo qual é o segredo deles, mas a verdade é que eles escondem alguma coisa.
– Não têm nenhuma ideia? – Perguntou a Angelina.
As quatro negaram.
– A outra coisa que te queremos contar é que a Bruna e a Elisa também são um bocado estranhas. – Disse-lhe a Mariana.
– Sim, parece que elas são anti sociais. Não falam com ninguém, a não ser só entre elas, e têm um olhar muito cúmplice. – Acrescentou a Inês.
– Também já notei isso. – Disse a Angelina.
– Então já sabes. Agora, por favor, não contes a ninguém. – Pediu a Mariana.
– Podem ficar descansadas. – Respondeu ela.
A campainha tocou e a turma do 9º C iria ter matemática. Entraram na sala 11 e sentaram-se nas cadeiras à espera da professora. Quando a professora apareceu, apresentou-se. Chama-se Susana e pelos olhos dos alunos parece uma professora fixe. A Mafalda ficou admirada ao ver isso na nova professora, pois ela pensava que os professores de matemática eram cruéis. Mas com esta nova professora, as suas ideias tinham mudado. Agora não podia matar todos os professores de matemática como tinha feito nos anos anteriores e isso entristecia-a, mas a sorte de ter um cinco em matemática punha-a contente. A sua irmã gémea Patrícia é que estava muito pouco contente. Na verdade, é muito fácil de se saber quem é a Mafalda e quem é a Patrícia. A Mafalda era a rapariga rebelde, loura, que se "atirava" aos rapazes giros sem o seu grupo saber. A Patrícia era a tímida e loura com madeixas castanhas.
A aula começou com revisões à matéria dada no ano passado e acabou com a nova matéria -probabilidades e estatística. O Gonçalo detestou a matéria e chegou a bocejar vinte e nove vezes. Isso equivalia a ir para o recorde mundial.
No fim da aula, o Gonçalo chegou a levar um recado para casa algo que lhe punha raiva. A aula acabou às 16:30 e todos os alunos saíram da sala, todos não, o Gonçalo estava zangado, encostado à mesa da professora de matemática com os braços cruzados à espera que a professora terminasse de escrever o recado. Quando finalmente a professora acabou de escrever o recado, o Gonçalo arrumou a caderneta na mochila e saiu. Os amigos esperavam-no à porta da sala, impacientes:
– Então? O que aconteceu? – Perguntou o Ricardo.
– Acho que vou matar a professora. – Disse o Gonçalo.
– O quê? Estás louco?! – Perguntou a Juliana.
– Não estou louco! Eu vou matar a professora, eu não quero mostrar à minha mãe o recado, portanto vou matá-la. – Respondeu o Gonçalo.
Os amigos não concordaram com a atitude do Gonçalo, mas, mesmo assim, ninguém o fez mudar de ideias.


Fim do Capítulo 2.


Questionário:
1- Gostaram do capitulo?
2- Será que o Gonçalo matará a professora de matemática? Ou será impedido por alguém?

sábado, 10 de abril de 2010

Capitulo 1 da história "A Escola do Terror I"

(Observação da autora no dia 11/09/2018 - Corrigi possíveis erros ortográficos deste projeto chamado "A Escola do Terror I". Já é possível relê-lo de forma mais adequada. Não alterei nada no enredo, porque é apenas a versão blogue. A versão em livro encontra-se na página "Livros" ).


A Angelina era uma rapariga divertida e boa aluna na escola, mas tinha chegado a hora de ir para uma escola nova. A mãe iria mudar de casa e a Angelina teria de ir com ela. A Angelina era parecida com a mãe: morena e com olhos pretos. Era também uma rapariga alta e, em todas as turmas por onde passou, era a mais alta (só por parte das raparigas). Iria começar a fazer o 9º ano e ela teria de ser mais responsável...
Tinha chegado o grande dia, o dia em que teria de conhecer a sua nova escola e turma. O toque não tardou a soar e todos os novos alunos, quando o ouviram pela 1ª vez disseram para si mesmos: "Que chinfrineira, ai meus queridos ouvidos". O toque realmente era horrível, dava "cabo" dos ouvidos aos alunos e não só.
Eram 13:15 e a Angelina iria ter Língua-portuguesa, uma disciplina que ela detestava. Dirigiu-se à sala 10 (o que estava marcado no seu horário) e viu todos os seus colegas.
Um deles dirigiu-se a ela.
– Deves ser a Angelina, não?
A Angelina fez um "sim" com a cabeça, envergonhada.
– Eu sou a Carolina. – Disse ela, a sorrir.
A Carolina era uma rapariga com mais ou menos 1,57 cm e com olhos e cabelos castanhos. Quem não gostou desta conversa entre a Angelina e a Carolina foi a Bruna, uma rapariga fria e antipática, morena e com olhos castanhos. A Bruna já conhecia aquela turma há três anos e mesmo assim era sempre a mesma pessoa.
A professora de língua-portuguesa apareceu e apresentou-se. Chamava-se Rosário e tinha um filho chamado Miguel que estava naquela turma. A aula foi passada por apresentações e por algumas revisões da matéria que tinham dado no ano passado.
Depressa a aula acabou e dirigiram-se a correr porta fora para aproveitarem o intervalo.
Enquanto isso, o Gonçalo, um rapaz alto com cabelos e olhos castanhos, o Ricardo, um rapaz com cabelos louros e olhos azuis, o Bernardo, um rapaz com cabelos castanhos e olhos verdes, a Juliana, uma rapariga com cabelos castanhos claros e olhos azuis, o José, um rapaz com cabelos castanhos e olhos azuis, a Diana, uma rapariga com cabelos encaracolados e olhos castanhos, a Mafalda, uma rapariga com cabelos louros e olhos azuis, o Tiago, com cabelos e olhos castanhos escuros, o Luís, irmão do Tiago, louro e com olhos azuis e a Márcia, uma rapariga com cabelos castanhos encaracolados e olhos castanhos, juntaram-se para falarem da turma:
– O que acham da Angelina? – Perguntou o Gonçalo.
– É uma rapariga tonta e parece que não sabe se defender. Acho que a devíamos matar. – Respondeu a Mafalda.
– Lá por seres a chefe nº 1 das raparigas isso não quer dizer que tenhas o direito de nos mandar matar a rapariga. – Defendeu a Diana.
O Gonçalo interveio.
– Diana, não podes falar assim para as chefes se não, não ficas no grupo.
A Diana cruzou os braços, zangada.
– Mas então isso quer dizer que vamos matar a rapariga? – Quis saber o Bernardo.
– Nós somos assassinos ou não somos?! – Disse o Gonçalo, com cara de que estivesse a fazer uma pergunta óbvia.
– Sim. – Responderam os outros.
Agora sim, o grupo estava pronto para "entrar em acção".


Fim do Capítulo 1.


Questionário: (algo que fazia no final dos capítulos)
1- Gostaram do 1º Capitulo?
2- O que será que o grupo de assassinos vai fazer?

domingo, 4 de abril de 2010

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Personagens da história A Escola do Terror I

Olá, Pessoal!
Aqui estão as personagens com uma pequena descrição.

Angelina -Vem fazer o 9º ano numa escola nova. Aluna nova, vida nova, tudo novo para ela. Vai sentir-se deslocada.

Bernardo - Faz parte do grupo (gang) dos assassinos. É o 3º chefe dos rapazes. Anda com todas as raparigas e, embora ser assassino, não parece nada.

Bruna - É fria e ás vezes antipática. Não faz parte do (gang) grupo dos assassinos, mas é muitas vezes pedida para ir para o grupo. O pior é que nem todos os membros do grupo se dão bem com ela.

Carolina - É uma rapariga muito animada e teimosa. Vai ter montes de problemas a nível amoroso

Cristiana - É uma rapariga um pouco rebelde e vai ter algum medo do (gang) grupo dos assassinos. A sua melhor amiga é a Mariana.

Diana - É a 3ª chefe do (gang) grupo dos assassinos. Tem raiva às duas primeiras chefes do grupo. É muito ligada às regras daquele grupo e isso vai valer-lhe muitos problemas.

Elisa - É a rapariga solitária da turma. Não se sabe absolutamente nada dela. Anda só acompanhada pela Bruna.

Francisco - Adora carros e é um aluno muito criativo. Faz muito sucesso com as raparigas, porque ele é "diferente" dos rapazes da turma.

Gonçalo - É o 1º chefe do grupo dos assassinos e vai ter uma pequena raiva ao Bernardo, embora não admita.

Alexandra - É uma rapariga muito tímida e vai ser muitas vezes atacada pelo grupo dos assassinos.

Inês - É uma rapariga com muitos problemas a nível amoroso. Parece passar despercebida pelos colegas.

Sofia - É uma rapariga bem disposta, sem problemas. Não se sabe muito sobre ela. É uma rapariga pouco transparente.

José - É o 4º chefe do grupo dos assassinos e tem uma pequena raiva ao Ricardo e ao Gonçalo. Vai trair as regras do grupo.

Mariana - É a melhor amiga da Cristiana e ambas têm medo do grupo dos assassinos. Vai gostar de uma pessoa que lhe trará muitos problemas.

Ricardo - É o 2º chefe do grupo dos assassinos e tem raiva do Gonçalo. Vai apaixonar-se por uma rapariga que lhe quer tirar o lugar de 2º chefe do grupo.

Mafalda - É a 1ª chefe do grupo dos assassinos. É uma rapariga cheia de amor para dar, mantém vários relacionamentos ao mesmo tempo. Tem raiva da irmã gémea Patrícia.

Patrícia - É a irmã gémea da Mafalda. Tem muito medo da irmã. É maltratada e criticada e passa quase o tempo todo no seu quarto. Tem medo da perseguição e tem medo de ir à escola.

Diogo - Não pertence ao grupo dos assassinos, mas é um rapaz muito popular. Mesmo sem saber, vai ser "usado" pelas pessoas que estão no grupo dos assassinos só para poderem afectar uma pessoa.

Miguel - É o filho de uma professora e vai ter alguns problemas com a Carolina. Não pertence ao grupo dos assassinos.

Tiago - Pertence ao grupo dos assassinos e vai ter um relacionamento com a Diana.

Luís (irmão do Tiago) - É o irmão do Tiago e pertence ao grupo dos assassinos. Tem raiva dos rapazes que frequentam os 3º primeiros lugares e gosta de raparigas mais velhas que ele.

Luís - Não pertence ao grupo dos assassinos,  mas vai meter-se muitas vezes com as pessoas que pertencem ao grupo.

Márcia - É a 2ª chefe do grupo dos assassinos. Tem raiva à Mafalda e à Diana. Vai-se meter com o Luís por interesse e isso vai prejudicar bastante o grupo.

Juliana - Pertence ao grupo dos assassinos. É a 4ª chefe. Vai fazer de tudo para que um rapaz perca um lugar do grupo. É muito amiga da Diana e também dos que não pertencem ao grupo e esse vai ser um segredo só dela.

Cantores mais pedidos no mês de Março

Olá, Pessoal!
No mês de Março, os cantores mais pedidos para a Música da Semana foram:






TOKIO HOTEL